6 de dezembro de 2016

Campeonato Mineiro do Módulo 2 começa em fevereiro

  

Foto: Assessoria de Imprensa/FMF

Em reunião na sede da Federação Mineira de Futebol na tarde desta terça-feira ficaram definidos a tabela e o regulamento do próximo Campeonato Mineiro do Módulo 2. Iniciando no dia 18 de fevereiro e terminando no dia 20 de maio, o torneio manteve a fórmula anterior sendo 12 times divididos em dois grupos de seis cada, jogando todos contra todos em turno e returno, classificando os três melhores de cada grupo para o hexagonal final. Daí, novamente em turno e returno todos se enfrentam e os dois melhores garantem a classificação para a primeira divisão em 2018. A novidade fica por conta da desistência do Minas Boca de Sete Lagoas. Com a ausência, a FMF confirmou o acesso do C.A.Patrocinense, terceira colocada da Segunda Divisão.

No Grupo A ficaram: Guarani (Divinópolis), Tupynambás (Juiz de Fora), Nacional (Muriaé), Formiga, Social (Coronel Fabriciano) e Betinense (Betim). 
Já o Grupo B será formado por: Araxá, Boa Esporte (Varginha), Uberaba, Mamoré (Patos de Minas), CAP Uberlândia e Patrocinense (Patrocínio).

A regra de idade também foi preservada, sendo o campeonato “sub-24” (atletas nascidos até 1993) com cada time podendo inscrever até 7 atletas acima desta idade. Há um limite de 30 jogadores que podem ser inscritos por equipe e poderão ser feitos até a data anterior do início do hexagonal final. A tabela deverá ser divulgada na próxima semana. Na reunião arbitral, o Tupynambás de Juiz de Fora recebeu das mãos do presidente Castellar Neto o troféu de Campeão Mineiro da Segunda Divisão. Contamos a história do Baeta aqui.

Principais favoritos e camisas tradicionais

O campeonato de 2017 contará com um participante especial, o atual Campeão Brasileiro da Série C, Boa Esporte. Com uma história de sucesso no interior mineiro, o time de Varginha é o principal favorito para conquistar o título e o acesso a primeira divisão em 2018. Com uma pequena reformulação no elenco, mas contando ainda com uma forte estrutura física e financeira, a “Coruja” de Varginha deve ser um dos times a se classificar. Tuca Fernandes, ex-Figueirense será o treinador substituindo Ney da Matta, que foi para o Guarani de Campinas.


Boa Esporte, atual campeão da Série C do Brasileiro. Foto: Rodrigo Villalba/GloboEsporte.com 

O Tupynambás de Juiz de Fora é outro que se credencia fortemente para a disputa do acesso, já que vinha atuando e conta com uma base montada que acabou de ser campeã da Segunda Divisão. Treinado por Gerson Evaristo, treinador especialista em competições no interior mineiro, o Baeta se reestruturou financeiramente e terá como trunfo o diretor de futebol Alberto Simão, que comandou o Tupi nas campanhas de título e acesso nas divisões nacionais de 2010 pra cá.

Time de Juiz de Fora quer continuar voando alto

O Guarani de Divinópolis é outra camisa forte no Módulo 2. Nas duas últimas vezes que caiu, o Bugre apenas “bateu e voltou”. Em 2002 e 2010 levantou o título da competição após ter sido rebaixado no ano anterior. Aliás, o Guarani possui ao lado de América e do extinto Nacional de Nova Serrana, o melhor aproveitamento da história do Módulo 2, já que conseguiu o acesso em todas as vezes que participou. No caso do Bugre foram quatro participações: 1995 como terceiro colocado, 2000 como vice e 2002 e 2010 como campeão. Reestruturado financeiramente pela gestão do empresário Gilson Morais, seu filho Vinicius Morais de apenas 28 anos tem a missão de liderar o Bugre para traçar o caminho de retorno a elite. O clube acertou uma parceria com o América, será treinado pelo experiente Flávio Lopes e virá com vários jogadores oriundos das categorias de base do time da capital.


Numa campanha de superação, em 2010 o Bugre subiu de forma dramática. Foto: Gabriel Castro

O Mamoré de Patos de Minas contará com uma base de garotos que acabou de ser campeã da Copa Regional Sub-20 que reuniu várias equipes do alto paranaíba e triangulo mineiro. O Sapo ainda não definiu quem será o treinador do time profissional, mas poderá aproveitar Pael na função já que o antigo ídolo é quem está no comando dos garotos. Conta também com um maciço apoio da torcida que lota o estádio Bernardo Rubinger de Queiroz.

Garotada do Mamoré comemora o título sub-20. Foto: Toninho Cury/AG Esporte

O Uberaba bateu na trave em 2016 e volta contando com o comando de outro especialista: Wantuill Rodrigues. O Zebu ficou a apenas 1 ponto do acesso neste ano, vem com time renovado, mas contando com nomes consagrados no interior mineiro como o atacante Rudimar. A torcida colorada também é forte e sempre lota o estádio municipal Uberabão.

Uberabão lotado: trunfo do Zebu para voltar a brilhar

O Nacional de Muriaé conta com forte investimento da cidade e promete disputar de igual para igual com os favoritos. Apesar de não ter uma camisa tão tradicional no cenário do futebol mineiro, a equipe tem um projeto a médio prazo para se firmar na elite mineira e então alçar vôos mais altos. Em 2016 bateu na trave e assim como o Uberaba ficou a apenas 1 ponto da classificação. Contará com jogadores experientes no interior mineiro.

O Araxá sempre desponta como grande força, já que possui investimento privado fortíssimo, mas nos últimos anos não conseguiu fazer jus as expectativas criadas. O Ganso tem uma das torcidas mais fanáticas do interior mineiro e também utilizará uma base que vinha disputando a Copa Regional sub-20. O presidente Jeferson Leite anunciou que China comandará o time no campeonato e segue em busca de reforços para a equipe.

Araxá: campeão em 2012 o Ganso quer voltar a brilhar. Foto: Jorge Eustáquio/AG Esporte

História

Disputado desde 1994, o Módulo 2 já contou com 59 times durante estes 22 anos de história. Em 2017 completará 60 times com a estreia do Betinense que nunca participou da competição. Os maiores vencedores do torneio são o Uberlândia e o Rio Branco de Andradas com 3 títulos cada. Guarani, Social, Democrata-GV, Mamoré e Boa Esporte levantaram o troféu 2 vezes cada e Tupi, Villa Nova, Ipiranga de Manhuaçu, Uberaba, Ipatinga, América, Araxá e URT têm 1 conquista cada.

O Uberaba é o time que mais participou do Módulo 2, foram 15 aparições no total. Uberlândia e Araxá vem logo depois com 13. Vários clubes já extintos também fizeram história na competição conquistando o acesso ou grandes campanhas, caso do Funorte de Montes Claros, o Poços de Caldas FC, a Paraisense de São Sebastião do Paraíso e o Ipiranga de Manhuaçu.


América campeão em 2008 contava com nomes consagrados

Em 2008 o campeonato contou com um participante tradicional, o América de Belo Horizonte rebaixado no ano anterior foi campeão, tendo em seu time jogadores como Euller, Dudu, Luciano, Leandro Ferreira e outros que marcaram história no Coelho. O lance mais lembrado deste campeonato é o famoso “penalti de dois toques” protagonizado por Euller e Douglas no jogo contra o Ideal de Ipatinga pela última rodada.