14 de maio de 2017

Boa e Patrocinense garantem vaga na elite em 2018


Tudo definido: Boa Esporte e Patrocinense são os dois times classificados a primeira divisão do Campeonato Mineiro de 2018. O Betinense, único time que ainda brigava por uma das vagas com as duas equipes foi derrotado pelo Nacional em Muriaé neste sábado por 1-0 e acabou sendo eliminado juntamente com o time da zona da mata. O campeão porém sairá somente na última rodada, já que as duas equipes estão empatadas com 18 pontos, com campanhas idênticas. Na próxima rodada, o Boa Esporte viaja até Uberaba para enfrentar o time da casa enquanto a Patrocinense recebe o Nacional de Muriaé. Se as equipes continuarem empatadas em todos os critérios, a taça ficará com a equipe que levou o menor número de cartões amarelos durante toda a competição, critério que coloca o Boa Esporte a frente neste momento.


O retorno da Coruja

O Boa Esporte rebaixado como o último colocado do Campeonato de 2016 volta após apenas um ano no Módulo 2, repetindo os feitos de Guarani de Divinópolis (2002 e 2010), América (2007) e Democrata-GV (2015). O time de Varginha entrou na competição como um dos grandes favoritos ao acesso, devido ao poder econômico e ao recente título do Campeonato Brasileiro da Série C, mas fez um campeonato sem brilho, terminando a primeira fase apenas na 3ª posição do Grupo B com 14 pontos, 3 vitórias, 5 empates e 2 derrotas. No hexagonal o time também começou tropeçando, vindo a vencer sua primeira partida apenas na 4ª rodada diante do Tupynambás em Juiz de Fora. A grande atração do Boa no campeonato não foi nem de longe o futebol e sim o goleiro Bruno, contratado no meio da competição e que atuou em apenas 5 partidas com a camisa da equipe. O time que tem calendário cheio - coisa rara no interior de Minas Gerais - está na disputa também da Série B do Campeonato Brasileiro, onde estreou neste sábado perdendo para o Vila Nova-GO no estádio Dilzon Melo em Varginha.

Futebol do Boa no Módulo 2 foi tão discreto que Bruno 
acabou sendo o destaque do time

Caso conquiste o título no próximo final de semana, o Boa levantará sua terceira taça da competição, igualando os maiores campeões que são Rio Branco de Andradas e Uberlândia. O time ficou com título em 2004 – ainda com o nome de Ituiutaba – superando o Democrata-SL e em 2012 quando venceu o Nacional de Nova Serrana na final.


Renascimento grená

O acesso do Clube Atlético Patrocinense, além de todos os méritos do time, diretoria e torcida, também pode ser uma daquelas coisas que se atribui a uma obra do acaso. O time retornou ao profissionalismo em 2016 após mais de duas décadas afastado e terminou na terceira colocação da Segunda Divisão no ano passado, o que não daria a vaga direta a equipe. Porém com a desistência do Minas Boca de Sete Lagoas, o clube foi chamado para suprir a vaga e participar do Módulo 2 em 2017. A última aparição da Patrocinense na elite do futebol mineiro foi em 1994 quando acabou na 11ª posição sendo rebaixada junto com a Alfenense.

Após o término da partida em Muriaé, a torcida grená lotou as ruas do centro de Patrocínio para comemorar o acesso. No mês passado o prefeito da cidade prometeu que em caso de acesso, o time jogaria em um estádio maior, com capacidade para receber jogos contra Atlético, Cruzeiro, América e não afastar o time da torcida de Patrocínio que sempre apoiou a equipe.


A Patrocinense busca seu primeiro título do Campeonato Mineiro do Módulo 2 e em caso de conquista as ruas de Patrocínio verão ainda mais festa no próximo final de semana.