16 de maio de 2017

Segundona Mineira tem fórmula de disputa definida

Foto: Assessoria/FMF


Foi definida na tarde desta terça-feira na sede da Federação Mineira de Futebol a fórmula de disputa do Campeonato Mineiro da Segunda Divisão 2017. A competição contará com apenas 9 times, já que dos 11 convocados para o arbitral, 2 apresentaram suas desistências. Casimiro de Abreu de Montes Claros e Figueirense de São João del Rei estão fora da disputa. Com isso, os participantes serão: Atlético (B), Betis (Ouro Branco),  Coimbra, Democrata (Sete Lagoas), Inter de Minas (Uberlândia), Ipatinga, Poços de Caldas, Ponte Nova e União Luziense (Santa Luzia). A competição começará no dia 29 de julho e termina em 29 de outubro. A tabela de jogos deverá ser divulgada em breve pela FMF.

A fórmula de disputa foi alterada em relação ao ano passado e o torneio será jogado em turno e returno, todos contra todos sendo os dois melhores classificados ao final da competição garantindo a sua vaga no Módulo 2 do ano que vem.

A exemplo do ano passado o campeonato será no formato sub-23, com a possibilidade de 5 atletas acima da idade, porém não haverá limite para a inscrição dos mesmos que até 2016 estava limitado a 30 atletas por equipe. Os atletas poderão ser contratados e terem o nome divulgado no BID até a véspera da primeira rodada do returno da competição.


Estádios

Cada time indicou um estádio para mandar seus jogos além de uma opção alternativa em caso de impedimento. O Atlético B indicou a Arena do Jacaré em Sete Lagoas, porém de acordo com o diretor André Figueiredo, o estádio que está sendo construído na Cidade do Galo em Vespasiano deverá ficar pronto até agosto e o time mandaria lá os seus jogos. Também há a possibilidade dos jogos do Atlético B serem modificados para o meio de semana e servirem como preliminar da equipe principal, desde que seja solicitado com antecedência e a equipe visitante esteja de acordo. O Betis de Ouro Branco indicou o estádio José Mapa Filho que ainda terá que passar por vistorias e ser liberado para competições profissionais. O Democrata jogará na Arena do Jacaré, o Inter de Minas no Parque do Sabiá, o Coimbra no Castor Cifuentes em Nova Lima, o Poços de Caldas no estádio Ronaldo Junqueira, o Ponte Nova no estádio Caetano Cenachi na cidade de Rio Doce e o Ipatinga indicou o Ipatingão, que ainda passa por reformas e terá que passar por vistorias. O União Luziense havia indicado o campo da Frimisa em Santa Luzia porém o estádio está interditado e o clube terá até sexta-feira para indicar um novo local para mandar seus jogos.

O Ipatingão que já recebeu grandes jogos, hoje está em reforma



Protesto

O arbitral foi marcado por protestos de alguns dirigentes como o presidente do Democrata de Sete Lagoas que se posicionou contrário a participação do Atlético-B na competição. O Galo que jogará com time sub-23 com atletas saídos das categorias de base e alguns novos contratados foi acusado pelo dirigente de “querer destruir o interior” se colocando como uma força maior do que as outras equipes. O presidente do Ipatinga propôs que o Atlético-B ficasse impedido de ascender ao Módulo 2 do ano que vem, proposta que foi rechaçada pela direção de competições da FMF.


Com informações de Vítor Dias