22 de agosto de 2017

Diretoria do Poços de Caldas relata problemas financeiros no clube

Foto: Portal da Cidade/Poços

O Poços de Caldas FC, equipe que retornou as atividades profissionais nesta temporada, afirmou por meio de nota oficial encaminhada a imprensa da cidade que vem passando por várias dificuldades financeiras em meio a disputa da Segunda Divisão do Campeonato Mineiro. A nota oficial assinada pelo vice-presidente Diego Nogueira, afirma que os salários de jogadores e funcionários se encontram em atraso, mas que a direção do clube vem trabalhando junto a parceiros e vários setores da cidade dispostos a ajudar para regularizar a situação e manter a atividade do time que está invicto na competição e ocupa a 4ª colocação da Segundona.

A nota ressalta que um dos maiores problemas encontrados foi com o patrocinador master que havia acertado com o clube antes do início da competição, mas que não se manteve. Com isso, dívidas como as taxas da FMF que estavam em atraso devido ao licenciamento do clube em 2012 e tiveram que ser pagas a vista para que o Vulcão obtivesse condições de entrar em campo na temporada, pesaram mais do que o esperado nas finanças. O vice-presidente disse que apesar de todos os problemas, a direção atual conta com a compreensão de todos os funcionários do clube e faz questão de agradecer aos parceiros atuais como a Unimed Poços e a Caldense, o outro time profissional da cidade que disputa a primeira divisão do Mineiro e que ajudou com a cessão gratuita de alguns atletas para a disputa da Segundona.

O próximo jogo do Poços de Caldas na Segunda Divisão será no domingo, às 10h diante do Betis de Ouro Branco no estádio Ronaldo Junqueira em Poços e em caso de vitória pode assumir a 2ª posição na tabela de classificação, entrando na zona de acesso ao Módulo 2. O time é ao lado do líder Coimbra uma das equipes invictas na competição até o momento com 2 vitórias e 2 empates nos 4 jogos realizados. Na última rodada o Vulcão venceu o Inter de Minas por 3-2 também jogando em casa.

Confira a íntegra da nota oficial: