5 de setembro de 2017

Rodada da Série C classifica um e coloca outro mineiro no G4


Faltando ainda uma rodada para terminar a primeira fase da Série C, o Tupi de Juiz de Fora garantiu sua classificação para o mata-mata neste final de semana. E o time garantiu a vaga sem nem mesmo precisar entrar em campo, já que o empate entre Joinville x Bragantino no domingo por 1 x 1 deu ao Galo a classificação antecipada. O time só entrou em campo na noite desta segunda-feira e empatou fora de casa diante do Volta Redonda pelo placar de 2-2. Agora com 28 pontos, o Tupi não pode mais ser alcançado pelo 5º colocado, Ypiranga de Erechim que ainda briga por uma das vagas na fase final. A rodada foi positiva também para o Tombense que jogando em Tombos venceu o Botafogo de Ribeirão Preto por 2-1 e entrou no G4. A equipe de Tombos agora vai brigar pela classificação com mais 4 equipes por uma das 2 vagas disponíveis na próxima fase.


De virada e com a marca do artilheiro

No sábado o Tombense entrou em campo para enfrentar um adversário direto e precisando da vitória para continuar sonhando com a classificação a próxima fase. E cumpriu bem o seu papel, já que de virada conseguiu o placar necessário. O Botafogo saiu na frente com um gol de Ronaldo, mas Wellington Carvalho e depois Max, cobrando penalti fizeram os gols que deram a vitória ao Gavião. O time visitante saiu na frente logo aos 4 minutos, após rápida jogada de Wesley pela direita e cruzamento para Ronaldo aparecer na cara do goleiro Darley e tocar para o gol. Mas por sorte a reação veio rápida e apenas três minutos depois em cobrança de falta de Allan Dias, o goleiro Neneca deu rebote e Wellington Carvalho apareceu para completar.


A partir daí o jogo ficou bastante disputado, com o Botafogo levando perigo sempre com contra-ataques rápidos e o Tombense tentando infiltrar na zaga bem postada do time paulista. Francis teve a melhor oportunidade para colocar o Botafogo a frente, quando após jogada rápida pela esquerda, tocou para Ronaldo que fez o pivô e o meia bateu rente a trave de Darley. Max respondeu a altura para o time da casa, mandando a direita do gol de Neneca após linda jogada do meia Keké.

Na segunda etapa os dois times voltaram ainda buscando o ataque e foi o artilheiro Max que colocou a vantagem no placar para o Tombense aos 23 minutos. O centroavante foi derrubado na área por Vitinho e o juiz em cima do lance anotou o pênalti. Ele mesmo bateu sem chances para Neneca. 

A próxima partida do Tombense será diante do Macaé, no Moacyrzão no sábado às 17h30. O time mineiro precisa vencer ou pode até mesmo perder, caso Ypiranga e Botafogo que se enfrentam empatem o jogo. Em caso de empate, torce para que o Botafogo vença o Ypiranga.


TOMBENSE: Darley, Marcelo, Ednei, Wellington Carvalho e Welington; Natan, Allan Dias (Anderson), Everton (Gelson) e Maradona (Everton Dias); Keké e Max. Técnico: Raul Cabral

BOTAFOGO-SP: Neneca, Samuel, Caio (Isac), Gladstone e Gerley, Carlos Henrique, Vitinho, Morais (Rondinelli), Wesley, Francis (Alex Gonçalves) e Ronaldo. Técnico: Vica


Empate heróico mostra a força do Tupi


Com o resultado entre Bragantino e Joinville sacramentado, o Tupi entrou em campo apenas para cumprir tabela e não fez feio, já que arrancou um empate diante do Volta Redonda num ótimo jogo e completou a terceira partida seguida sem derrota na competição. O time de Juiz de Fora saiu perdendo por 2 gols e buscou o empate, mostrando a força do time que parte para o mata-mata com vontade retornar a Série B do Brasileiro, de onde caiu no ano passado.

O primeiro tempo foi todo do Volta Redonda que precisando da vitória para se garantir na próxima fase, partiu para o ataque. O sistema defensivo do Tupi ia conseguindo segurar o ímpeto do time da casa e isso funcionou até os 32 minutos, quando Dija Baiano foi derrubado na área e sofreu pênalti. David Batista bateu no canto direito e abriu o placar. O gol deu mais confiança ao Voltaço que manteve a pressão e aos 39, Marcelo subiu de cabeça após o escanteio e ampliou. O resultado colocava o time fluminense na próxima fase da competição ao lado do São Bento e do próprio Tupi.

Foto: Globo Esporte.com

Na volta do intervalo, o técnico Felipe Surian fez uma modificação conservadora: tirou o atacante Luã e colocou o volante Pablo. O time da casa começou no mesmo ímpeto que terminou o primeiro tempo, mas logo o técnico Aílton Ferraz do Galo mexeu duas vezes, colocando Johnatan e Rafael e mandou o time pra cima. Funcionou, já que 3 minutos depois a dupla que tinha acabado de entrar fez a jogada do primeiro gol, com cruzamento do primeiro e o cabeceio do segundo para diminuir a desvantagem. 

Para completar, o volante Pablo do Volta Redonda que havia entrado no intervalo foi expulso aos 18 minutos, complicando o time da casa que foi obrigado a fazer mais uma mudança para reorganizar o sistema defensivo. O Galo foi pra cima e encontrou o empate aos 24’ minutos após levantamento na área e toque do zagueiro Fernando. O resultado tirou o Volta Redonda da classificação direta, mas ainda deixou o time fluminense na 3ª posição, dependendo só de si mesmo para passar ao mata-mata.

O próximo compromisso do Tupi será diante do Bragantino, no estádio Radialista Mário Helenio em Juiz de Fora. Já o Volta Redonda enfrenta o líder São Bento-SP e precisa de uma vitória, ou torcer por uma pequena combinação de resultados para garantir seu lugar na próxima fase.

Jogo entre JEC x Bragantino deu a classificação antecipada ao Tupi
(Foto: Rafael Moreira/CA Bragantino)


VOLTA REDONDA: Andrey; Gustavo, Luan, Daniel e Michel Benhami; João Clériston, Dija Baiano e Marcelo (Diogo Alves); Luã Lucio (Pablo), Rafael Pernão (Gustavo) e David Batista. Téc.: Felipe Surian

TUPI: Paulo Henrique; Lucas, Patrick, Fernando e Bruno Santos; Diego Luís, Marcel e Leandro Brasília; Andrey, Marcinho (Johnatan) e Ítalo (Rafael). Téc.: Aílton Ferraz